• Amanda Lima

Como não confundir criptomoedas com empresas do mercado de moedas virtuais



Uma das afirmativas que mais me fazem é "cuidado com esse negócio de criptomoeda. Estive pesquisando e...". Depois dos três pontinhos vem relatos de empresas que passaram a não pagar seus usuário.


Para quem gosta do assunto, é importante distinguir as criptomoedas das empresas do mercado de criptoativos.


O usuário, ao adquirir uma das mais de 2 mil criptomoedas, pode as armazenar em diversos locais, como carteiras onde o usuário tem o acesso a sua chave pública e privada, sendo o único responsável pela sua guarda.


Entretanto, ao redor do mercado de criptoativos, surgem empresas com diferentes escopos de prestação de serviços.


É importante esclarecer que toda empresa, independente do seu produto ou serviço pode se tornar insolvente e devedora de suas obrigações perante os usuários.


No mercado de criptomoedas não é diferente. Não é o ativo criptomoeda que determina se uma empresa irá ou não descumprir com suas obrigações, mas o modelo de negócio praticado, governança, entre outras práticas que levam a insolvência e a identificação de práticas ilícitas, como pirâmides financeiras.


Nesse sentido, uma empresa do mercado de criptoativos, ao alocar seus recursos, também pode se tornar não pagadora de suas obrigações e o seu saldo, caso existente, deverá ser buscado no judiciário.


#direitodigital #legal #criptoativos #criptomoedas #lgpd #mercadodecriptomoedas #moedasvirtuais #fraude

0 comentário